LA TORRE
MEGA-NET
Operação Marias

Polícia Civil prende 23 suspeitos de crimes contra a mulher durante “Operação Marias”

A ação policial contou com a participação das Delegacias de Atendimento à Mulher (Deams) de Serra, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Viana, Guarapari, Nova Venécia, Linhares, Colatina e Aracruz.

31/01/2019 10h23
Por: Redacão
Foto: Divulgação PC
Foto: Divulgação PC

A equipe da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher (DIV-Deam) realizou, nesta quarta-feira (30), a “Operação Marias”, que prendeu 23 suspeitos de crimes como violência doméstica, tentativa de feminicídio, descumprimento de medida protetiva e outros delitos relacionados. Os resultados da operação foram apresentados durante coletiva de imprensa, que ocorreu nessa quarta-feira (30), em Vitória.

A ação policial contou com a participação das Delegacias de Atendimento à Mulher (Deams) de Serra, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Viana, Guarapari, Nova Venécia, Linhares, Colatina e Aracruz. Além dessas, também deram apoio à Superintendência de Polícia Interestadual e de Capturas (Supic), a Superintendência de Inteligência e Ações Estratégicas (Siae), por meio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), e a Delegacia de Polícia de Mantenópolis.

“A Polícia Civil coloca o enfrentamento da violência contra a mulher como uma das suas prioridades, razão pela qual a Divisão da Mulher foi criada. Nesse sentido, a operação de hoje dá continuidade a um trabalho desenvolvido ao longo de 2018. A Polícia Civil tem um dever com a sociedade. Nós trabalhamos com veemência tanto na repressão da violência doméstica, quanto na prevenção dela, o que ocorre por meio do Projeto Homem que é Homem, por exemplo”, afirma o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

“É notório que a cada dia aumenta o número de denúncias de violência doméstica. Esse crescimento, no entanto, não representa o aumento nos casos, mas significa que nós temos mulheres que, cada vez mais, estão rompendo com o ciclo do silêncio. Essas mulheres estão tomando coragem para deixar de sofrer caladas e, assim, denunciar as diversas formas de violência vividas, sejam elas física, psicológica, sexual, moral ou patrimonial. A Operação Marias é a primeira operação de 2019 e durante todo o ano nós continuaremos a combater com afinco a violência contra mulher”, assegurou a chefe da Div-Deam, delegada Cláudia Dematté.

Segundo a delegada, a Operação Marias mobilizou equipes policiais em diversos municípios do Estado. “Nós prendemos cinco suspeitos de estupro, sendo três em Nova Venécia, um em Linhares e um em São Mateus. Já em Colatina, foi preso um suspeito de tentativa de feminicídio, crime que foi praticado em Itapemirim. Além deles, também foram presos 14 suspeitos de descumprirem medidas protetivas de urgência, um por ameaça e um por tráfico de drogas”, detalhou Dematté.

Durante a coletiva, a delegada também descreveu a crueldade dos casos de violência contra a mulher. “Nós tivemos contato com vítimas de violências extremas. Os suspeitos presos em Nova Venéncia, por exemplo, teriam cometido um estupro coletivo contra uma mesma mulher. Já em Colatina foi preso um homem que teria ferido a esposa e a filha de três anos com uma foice. Por fim, nós tivemos suspeitos que, ao descumprirem a medida protetiva, ainda desdenhavam da Lei Maria da Penha. A operação de hoje serviu para mostrar que a lei é para todos e que nenhum crime ficará impune”, concluiu.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Rio Bananal - ES
Atualizado às 10h45
24°
Muitas nuvens Máxima: 25° - Mínima: 19°
24°

Sensação

19.3 km/h

Vento

73.1%

Umidade

Fonte: Climatempo
ads
Moto Mais rentagulo
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias