Sábado, 08 de Maio de 2021
27 99868 6708
Geral LINHARES

Produtores entregam primeira colheita de goiaba ao mercado consumidor de Linhares

O Polo é composto por 23 produtores linharenses com a projeção de entregar ao mercado aproximadamente 190 toneladas da fruta entre os meses de abril e novembro deste ano.

16/04/2021 13h56
Por: Redacão
Produtores entregam primeira colheita de goiaba ao mercado consumidor de Linhares

Novas alternativas para a diversificação agrícola e a geração de renda e emprego no interior de Linhares surgem com o avanço da fruticultura em várias regiões do Município alinhadas ao Plano de Fruticultura da Prefeitura de Linhares, que já é uma realidade. Uma prova disto é que nesta quarta-feira (14), os produtores do polo Baixo São Rafael de Goiaba, no Assentamento Humaitá, entregaram a primeira colheita ao mercado consumidor de Linhares.

O Polo é composto por 23 produtores linharenses com a projeção de entregar ao mercado aproximadamente 190 toneladas da fruta entre os meses de abril e novembro deste ano. A primeira colheita foi comercializada para o Supermercado Oriundi, no bairro Três Barras. O momento foi acompanhado pelo técnico agrícola e chefe da divisão de agricultura da secretaria municipal de Agricultura, Yago Bitti.

Anisio Comerio foi um dos produtores que fez a entrega da fruta. “O plantio da goiaba tem sido uma motivação de fonte de renda e fico feliz em saber que minha produção já tem destino certo, o que nos dá uma segurança na questão financeira. Trabalho com outras frutas, mas o plantio da goiaba, se comparado, é mais tranquilo e tem uma resposta rápida, porque logo depois da poda está garantida a produção. Estou muito motivado e contando com o apoio da Secretaria de Agricultura”, disse o produtor de Humaitá.

“É muito bom saber que estou no início da colheita e já tem comprador interessado no produto, isso me deixa mais animado. Estou muito satisfeito com a goiaba que é uma fruta boa pra trabalhar. Tenho intenção de plantar mais um pouco, até porque o café tem época que não está bom de preço. Sempre tive vontade de plantar e o programa me deu esse apoio e, inclusive, uma vez por mês recebo assistência aqui”, disse o produtor do Assentamento Humaitá.

O secretário municipal de Agricultura, Franco Fiorot, explica que o Polo Municipal de Fruticultura tem prioridade de atendimento às necessidades locais e regionais, com vários tipos de frutas em menor escala de produção. A produção poderá servir para incrementar pequenas agroindústrias, para a produção de doces e compotas, e para abastecer o mercado local, em feiras e supermercados.

“A diversificação da renda rural por meio da fruticultura tem como objetivo atender ao mercado regional de consumo de frutas in natura e também às agroindústrias artesanais, além de contribuir para a melhoria da qualidade da alimentação da própria família do agricultor. As perspectivas de mercado ampliam-se também com as políticas do Governo Federal, tais como a merenda escolar e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)”, informa o secretário.

Os incentivos como o treinamento dos produtores e a distribuição ordenada de mudas de frutas contribuem para diversificar a renda das famílias rurais linharenses, ainda centrada na cafeicultura e na cacauicultura. “Nosso intuito é oferecer aos agricultores familiares novas oportunidades de geração de renda e emprego no campo. Nos polos de fruticultura estão ocupadas 68 famílias, somente no setor de produção rural”, afirma o prefeito de Linhares, Guerino Zanon.

Programa de Fruticultura

O Programa Municipal de Fruticultura é dividido em cinco polos: Polo Distrito Farias, com cultivo de cajá manga anão; Polo Alto São Rafael (região de São Judas), a uva; Polo Baixo São Rafael (localidades Córrego Dr. Jones, Humaitá e Bagueira), a goiaba; Polo BR 101 Sul (distritos de Rio Quartel e Desengano), o limão; no Polo Litoral (Pontal do Ipiranga, Regência, Povoação e Bebedouro), o açaí.

Ele1 - Criar site de notícias